logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Complexo Hospital de Clinicas, da UFPR, recebe 318 novos servidores, garantindo melhoria no atendimento, mais leitos e reativação de serviços

O Complexo Hospital de Clínicas recebeu hoje 318 novos colaboradores aprovados no concurso público promovido em junho pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Eles começam a trabalhar já nesta quinta-feira (dia 8), garantindo  a imediata melhoria no atendimento (sobretudo nas áreas de urgência e emergência), a reabertura de leitos e a reativação de especialidades médicas que haviam sido suspensas.

Em novembro, mais 100 colaboradores serão incorporados ao Hospital de Clínicas e à Maternidade Victor Ferreira do Amaral, totalizando 418 novos servidores em dois meses. Destes 418 colaboradores, 199 são médicos, 118 profissionais de enfermagem (81 técnicos e 37 enfermeiros) e dois administrativos.

Com isso, haverá a retomada imediata das cirurgias vascular, toráxica, nefropediátrica e ainda a reabertura de duas salas do Centro Cirúrgico. Serão reabertos, ainda, 78 leitos de Unidades de Terapia Intensiva cardíaca, pediátrica, cirúrgica, geral e neonatal. Apenas a Maternidade Victor do Amaral – que não tinha colaboradores do quadro próprio –  receberá 31 trabalhadores.

Despesa menor, receita maior

Em 2016, a previsão do Complexo Hospital de Clínicas é incorporar uma média de 40 a 60 colaboradores por mês, melhorando ainda mais a qualidade e a extensão do  atendimento nos dois hospitais da UFPR. O concurso promovido pela Ebserh prevê a contratação de um total de 1.775 colaboradores. Eles serão incorporados gradualmente, depois que forem treinados e após suas contratações serem autorizadas pelo Ministério da Saúde.

A substituição dos colaboradores terceirizados pelos aprovados no concurso significará uma economia de aproximadamente R$ 1 milhão por mês ao Complexo HC. Além disso, melhorará sua receita porque os dois hospitais passarão a receber recursos do Sistema Único de Saúde devido à retomada da prestação de serviços médicos de alta complexidade, que haviam sido suspensos.

Momento histórico

Zaki: "Fico extremamente contente de ver o auditório cheio de gente com vontade de trabalhar pela melhoria da saúde da nossa população". Imagem: Marcos Solivan.
Zaki: “Fico extremamente contente de ver o auditório cheio de gente com vontade de trabalhar pela melhoria da saúde da nossa população”. Imagem: Marcos Solivan.

O reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho, disse que a incorporação dos novos servidores é um momento histórico para a Universidade e para o HC. “Fico extremamente contente de ver o auditório cheio de gente com vontade de trabalhar pela melhoria da saúde da nossa população. Eu me sinto recompensando, como reitor, por esta conquista histórica, que resultou das lutas e do sacrifício de tanta gente. Espero que vocês façam uma carreira feliz e gratificante aqui”, disse.

Zaki destacou o fato de os colaboradores serem contratados mesmo em meio à crise do País, o que segundo ele comprova a excelência da gestão da UFPR, e de este processo ser a solução para os problemas, ocorridos nos últimos anos,  da falta de recursos e de pessoal  do Hospital de Clínicas e da Maternidade Victor Ferreira do Amaral.

O reitor destacou ainda a bem sucedida parceria com a Ebserh, que tem dado todo apoio à melhoria no atendimento dos dois hospitais. “O HC passou por muitos desafios, mas continuou sendo modelo de gestão. A contratação dos novos colaboradores vai nos possibilitar  reabrir leitos, oferecer serviços que foram suspensos e melhorar a qualidade destes hospitais que são e continuarão sendo 100% SUS”, comentou.

O vice-reitor da UFPR, Rogério Mulinari, disse que se sente privilegiado por fazer parte do processo que resultou na contratação dos novos colaboradores. Ele historiou a tensão e a agressividade dos adversários no processo de aprovação do sistema de cogestão do HC e da Maternidade Victor do Amaral. “Convoco todos vocês a se somarem ao nosso projeto de dar tranquilidade à sociedade e de provar aos nossos adversários que fizemos a escolha mais viável e correta, garantindo mais qualidade e eficiência ao atendimento que prestamos no Complexo HC”, disse.

Melhoria imediata

O diretor do Complexo HC, Flávio Tomasich, disse que a melhoria no atendimento será imediata. “A melhoria será sentida com mais intensidade no primeiro semestre do ano”, afirmou. O coordenador de Desenvolvimento de Pessoas da Ebserh, Ilson Iglésias Gomes, lembrou que o projeto desenvolvido pela empresa foi a primeira grande ação nos últimos 40 anos voltada à melhoria dos hospitais universitários.

Já a diretora do Setor de Ciências da Saúde da UFPR, Claudete Reggiani Mello, disse que a incorporação dos novos colaboradores atende a uma demanda reivindicada há anos pelo HC e pela Maternidade Victor do Amaral. Ela lembrou ainda a missão que será assumida pelo grupo, a partir de agora. “O Hospital de Clínicas e à Maternidade Victor Ferreira do Amaral, que são hospitais mantidos com dinheiro público, têm como missão atender a população com qualidade. Desejamos que vocês assumam esta missão conosco”, comentou. Depois dela, o chefe da Divisão de Pessoas do HC, Adriano Ribeiro, fez uma apresentação geral dos dois hospitais aos novos colaboradores.

Por Aurélio Munhoz

 

 

 

 

 

Sugestões

Informativo UFPR (Destaques da semana de 07/08 a 11/08/2023) 
DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA    🧠🔭 Projeto de extensão Ciência para Todos está com inscrições abertas para...
Setor Palotina: Posse da nova direção
No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com...
Doutoranda que criou programas para incentivar a adoção de cães é homenageada na Câmara de Curitiba 
Na manhã desta terça-feira (8), Lu Baldan, médica veterinária e doutoranda em Ciências Veterinárias na...
UFPR lamenta falecimento do professor aposentado Mauro Lacerda Santos
A Universidade Federal do Paraná comunica, com pesar, o falecimento do professor aposentado Mauro Lacerda...