logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Com troca do bar pela casa, cientistas discutem pesquisas sobre Covid-19 com público no Pint of Science Online

O evento continua nos dias 9 e 10 de setembro com bate-papos sobre pesquisas que relacionam a pandemia com a tecnologia e a sociedade

Tirar a ciência de dentro da universidade e levá-la ao bar para aproximação com a sociedade é o objetivo do Pint of Science. Desde de 2017 em Curitiba, o festival internacional de divulgação científica precisou se adaptar neste ano devido à pandemia do novo coronavírus. A mesa do bar foi trocada pelo ambiente do lar e mesmo de forma online os cientistas falam sobre suas pesquisas para o público de uma forma descontraída, tornando o conhecimento mais acessível. Em 2020 o Pint Curitiba ocorre entre 8 e 10 se setembro e traz temas relacionados à Covid-19 com visões de diferentes áreas do conhecimento. As transmissões são pelo YouTube (Pint of Science Curitiba Online 2020) a partir das 18h45.

Entre os espectadores do evento, uma dupla inusitada assistiu atentamente ao primeiro dia do Pint Online Curitiba. Yane Costa Chaves, 24 anos, e a avó Lucia Czerniak da Costa, 67, moram juntas e também se unem quando o assunto é ciência. As duas acompanharam o festival pelo segundo ano seguido, dessa vez em casa. “Assistir presencialmente foi ótimo, mas o online foi bom também, porque a gente conseguiu se atualizar sobre a Covid-19. A ciência nos explica o que está acontecendo”, diz a avó Lucia.

Yane Costa Chaves e a avó Lucia Czerniak da Costa moram juntas e acompanharam o festival pelo segundo ano seguido, dessa vez em casa, discutindo ciência inclusive após o Pint Online. Fotos: Divulgação

Para a neta Yane, que é bióloga e estudante de pós-graduação em Farmacologia, o evento é uma oportunidade de falar sobre a ciência de uma forma mais leve. “Quando você consegue levar família ou amigos que não tenham proximidade com a universidade, faz essa ponte e mostra o que a universidade produz de uma forma mais descontraída, mais acessível. Hoje o que a gente mais precisa é de divulgação, porque sabemos o tamanho da desinformação que tem no Brasil e no mundo e que isso é muito prejudicial”, reflete Yane.

O primeiro dia de festival online trouxe pesquisadores das Ciências Biológicas e da Saúde que estão trabalhando, de alguma forma, diretamente com a Covid-19. Cientistas da UFPR, IFPR e Instituto Pelé Pequeno Príncipe discutiram pesquisas sobre mapeamento genético, testes e vacinas, consequências da Covid-19 na saúde física e mental e impacto da doença em animais – clique aqui e assista.

Jornalista, pesquisadora e professora do programa de pós-graduação em Comunicação e da Agência Escola de Comunicação Pública da UFPR, Valquíria Michela John foi mediadora do bate-papo. Para ela, eventos como o Pint of Science são importantes tanto para divulgar a ciência de forma mais acessível quanto para desmistificar a imagem do cientista. “Esse ano é atípico, mas o Pint mesmo nessa condição online conseguiu manter os princípios de levar a ciência para rua e de tradução da linguagem, que é o desafio da divulgação científica. Levar as pesquisas para esse espaço é extrapolar todos esses esteriótipos de que a ciência se restringe aos muros de instituições e laboratórios”.

O que ainda vem pela frente

O evento continua em Curitiba nesta quarta (9) e quinta-feira (10) debatendo temas que relacionam a Covid-19 com a tecnologia e a sociedade. Em Palotina o Pint Online segue nesta quarta-feira (9) com uma mesa-redonda sobre a “Integração das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) no ensino de Ciências”.

O professor Clóvis Gruner, do Departamento de História da UFPR, falará sobre pandemias na História no último dia de evento, quinta-feira (10). O objetivo é mostrar como a contribuição da área das humanidades pode ajudar no combate à pandemia de Covid-19. “As tragédias ditas naturais talvez não sejam tão naturais. Elas são resultados de escolhas e de como lidamos com o ambiente e que acabam se desdobrando em acontecimentos como a pandemia. E a forma como ela avançou tem a ver com a condução humana”, explica o historiador.

O Pint Online tem participação de 11 países e no Brasil 73 cidades tem edições locais até as 20h, quando começa a programação nacional pelo mesmo canal do YouTube. O Pint of Science Online Curitiba tem organização da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Instituto Federal do Paraná (IFPR) e Agência Escola de Comunicação Pública da UFPR. Dois bares apoiam essa edição do evento: A Caiçara e Hop’n Roll Brewpub.

Serviço

Confira a continuação da programação do Pint of Science Online Curitiba:

Dia 9 de setembro, quarta-feira, às 18h45, neste link (você pode ativar lembrete):

Bate-papo sobre Covid-19 e Tecnologia com:
– Myrian Del Vecchio de Lima – Mediadora (Jornalismo UFPR)
– Marcos Dinis Lavarda – Produção de respiradores e sistema de descontaminação do ar (Robótica IFPR/Campus Colombo)
– Rilton Alves de Freitas – Produção de álcool em gel (Química UFPR)
– Rubens Alexandre de Faria – Desenvolvimento de túnel de desinfecção (UTFPR/ Campus Curitiba)

Dia 10 de setembro, quinta-feira, às 18h45, neste link (você pode ativar lembrete):

Bate-papo sobre Covid-19 e Sociedade com:
– Kelly Prudencio – Mediadora (Jornalismo e Agência Escola UFPR)
– Claudia Regina Baukat Silveira Moreira – Ensino remoto na rede pública (Educação UFPR)
– Clóvis Mendes Gruner – Pandemias na história (História UFPR)
– Terciane Sabadini Carvalho – Impactos econômicos da pandemia (Economia UFPR)

Confira a continuação da programação do Pint of Science Online Palotina:

Dia 9 de setembro, terça-feira, às 19h, neste link (você pode ativar lembrete):
Mesa-redonda sobre “Integração das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) no ensino de Ciências” com Valdir Rosa (UFPR), Leonardo Heidemann (UFRGS) e André Ary Leonel (UFSC)

Por Bruno Caron
Edição: Chirlei Kohls
Parceria Superintendência de Comunicação e Marketing (Sucom) e Agência Escola de Comunicação Pública e Divulgação Científica e Cultural da UFPR

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...