logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Capes convida UFPR para integrar rede de mestrado profissional em Ciências Ambientais

O vice-reitor Rogério Mulinari cumprimenta Maria do Carmo Martins Sobral, da Capes - Foto: Rodrigo Juste Duarte

A coordenadora da área de Ciências Ambientais da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Maria do Carmo Martins Sobral, visitou nesta quinta-feira (12) a UFPR e aproveitou a ocasião para convidar a universidade a participar de um programa de mestrado profissional na área de ciências ambientais voltado a professores de escolas públicas de nível básico. O programa, que funcionará em rede com outras instituições do país, tem previsão para ser inaugurado em 2014.

Acompanhada do pró-reitor adjunto de Pós-Graduação da Universidade de São Paulo (USP), Arlindo Philippi Jr., membro do Conselho Superior da Capes, Maria do Carmo foi recebida pelo vice-reitor Rogério Mulinari, que destacou o fato do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento da UFPR ter evoluído na última avaliação trienal da Capes.

O programa obteve nota 4 (bom) na avaliação do triênio 2010-2012, cujo resultado foi divulgado no dia 10. No triênio anterior, o programa havia ficado com nota 3 (regular). “É muito importante termos mais universidades de qualidade ajudando a formar recursos humanos com a perspectiva de melhorar a situação do país”, disse Philippi Jr., livre docente da USP em política e gestão ambiental.

O aumento da nota do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento da UFPR se deve em grande parte ao aumento da produção acadêmica, segundo a coordenadora do programa, Eleusis Ronconi de Nazareno. “Nos últimos três anos, foram mais de 130 artigos, e mais de 60 livros ou capítulos de livros publicados, além de outras produções técnicas”, conta.

O mestrado profissional em rede voltado à formação de professores é uma modalidade de pós-graduação stricto sensu que vem sendo incentivada pela Capes nos últimos anos. A primeira experiência foi na área de matemática, com o ProfMat, e já há iniciativas para criação em diversas outras áreas.

 

Por Célio Yano

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...