logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Abertura da exposição “O mar não tá pra peixe!”, no Centro Cultural do Setor Litoral, será nesta sexta-feira (15)

Nesta sexta-feira, dia 15 , às 19h, Centro Cultural do Setor Litoral realiza a abertura da exposição “O mar não tá pra peixe!”, que traz para a UFPR trabalhos do artista plástico Douglas Mayer. Na ocasião, também será lançado um documentário com uma síntese dos 40 anos da trajetória do artista, que traça um paralelo entre sua atuação na imprensa, como ilustrador e como artista plástico, e a inevitável convergência destas áreas. O longa enfatiza as pesquisas de materiais e experimentos técnicos na produção das obras realizadas por Mayer até a exposição “O mar não tá pra peixe!”, síntese dessas experiências e da consolidação da técnica da “assemblages” como base de seu trabalho plástico.

Douglas Mayer começou sua trajetória em 1975, ao ingressar na redação do jornal Panorama (Londrina, PR), como ilustrador. Anteriormente ilustrou o jornal Ensaio (Londrina, PR) e colaborou com a coluna do jornalista Aramis Millach, no jornal O Estado do Paraná (Curitiba, PR). Nessa atividade percorreu várias redações de jornais e revistas do país como: Gazeta do Povo, Diário do Paraná, Indústria e Comércio, Impacto, revista Quem (Curitiba, PR); Diário de Piracicaba, Jornal de Piracicaba, A Província (Piracicaba, SP); Folha de Londrina (Londrina-PR) Correio Popular (Campinas-SP); jornal A Notícia (Joinville, SC). Ainda colaborou com o semanário Pasquim, Jornal do Brasil (Rio de Janeiro, RJ) e Folha de São Paulo (São Paulo, SP).

Paralelamente desenvolveu carreira como artista plástico, a qual teve inicio em 1976 com a exposição O jugo do Bicho, realizada na galeria do Centro Cultural Brasil Estados Unidos (CCBU), (Curitiba, PR). Realizou as exposições Bicho Homem/ A Fauna brasileira, em 1988, na Galeria Colombo (Piracicaba, SP). A série Impressões, de 1992 recebeu as seguintes mostras: Galeria Victor Kursancew, (Joinville, SC) Galeria do BADESC, (Florianópolis, SC), merecendo ainda um convite para ser realizada na Galeria João Pilarski, (Ponta Grossa, PR). Essa mostra foi agraciada com a análise crítica da professora Adalice Araújo, que teceu os seguintes comentários: “Comumente Douglas Mayer trabalha sobre campos visuais retangulares, podendo, eventualmente empregar formatos triangulares. Internamente as composições são bem estruturadas, em esquemas retangulares e ovais, ou semicurvos. Como acima comentado apesar da utilização de cores as qualidades gráficas mantêm-se intactas; sendo que os personagens, via de regra mais claros sobressaem-se sobre fundos mais escuros. Há de se observar, ainda, a agilidade espacial e as qualidades miméticas de seus personagens que podem assumir as posturas dos animais ao lado representados; o que acentua as suas qualidades simbólicas”.

Neste mesmo período, Mayer fez mostras em várias galerias, ilustrou livros e realizou obras em grandes dimensões que foram instaladas em locais públicos como por exemplo, “Memorial do Tropeiro” e “Ponto Azul”, instalado no Memorial do Ponto Azul e Trabalho foi instalado no plenário da câmara de vereadores em Ponta Grossa no Paraná.

Serviço:
Exposição – “O mar não tá pra peixe!”, de Douglas Mayer
Local:
Centro Cultural do Setor Litoral (Av Paraná, nº 550 – Tabuleiro – Matinhos/PR)
Período:
 de 15 de maio a 15 de junho de 2015
Abertura:
15 de maio, às 19h
Mais informações:
3511-8313

Da Assessoria de Comunicação do Setor Litoral

Sugestões

Capitães da areia é a obra do mês de agosto do Clube do Livro
A segunda temporada do Clube do Livro, promovida pelo Sistema de Bibliotecas (SiBi) da Universidade...
Projeto de extensão Ciência para Todos está com inscrições abertas para alunos da UFPR
O projeto de extensão “Ciência para Todos” está com inscrições abertas para o processo seletivo e trainee....
Projeto da UFPR oferece treinamento gratuito de futebol para meninas
Com o objetivo de trabalhar o desenvolvimento integral de meninas entre 10 e 14 anos através da prática...
Inscrições para cursos extensivos do Celin para novos alunos iniciam em 7 de agosto
As inscrições para os cursos extensivos ofertados pelo Centro de Línguas e Interculturalidade (Celin)...